Luz azul na pele: quais efeitos nocivos essa exposição pode ter?

Luz azul na pele: quais efeitos nocivos essa exposição pode ter?

A incidência da luz azul na pele acontece durante o dia todo. Mas quais efeitos essa luz pode ter em nossa pele? Tire suas dúvidas em nosso conteúdo!

A incidência da luz azul na pele é uma realidade da qual é impossível escapar, uma vez que ela está em praticamente todos os lugares. Esse tipo de luz tem sido mais discutido nos últimos anos, principalmente pelo uso mais prolongado de dispositivos eletrônicos, que a emitem a partir de suas telas. 📱

No entanto, a própria luz do sol também emite esse comprimento de onda, fazendo com que ela esteja sempre presente em nosso dia a dia. 🌞

O estudo dos efeitos da luz azul na pele são mais recentes e foram impulsionados justamente por essa exposição contínua. 

Mas, afinal, quais são as possíveis consequências? Você pode descobrir agora!


O que é luz azul?

As luzes são ondas que, dependendo de seu comprimento, são ou não visíveis a olho nu pelo ser humano. Um exemplo de luz que não é visível é a luz ultravioleta, que só pode ser detectada pelos humanos por meio de aparelhos. 

Já a luz azul, ao contrário, possui um comprimento de onda que a torna visível aos nossos olhos, o que significa que, onde quer que exista claridade, provavelmente ela está presente. 💡

Além de estar na claridade do sol, a luz azul também está presente em:

  • LEDs;
  • lâmpadas de xenon;
  • lâmpadas de baixo consumo;
  • na radiação eletromagnética das telas de eletrônicos, como o celular e o computador. 💻

A luz azul é realmente nociva?

A exposição à luz azul é necessária para o nosso organismo, uma vez que, dentre outras funções, ela tem efeito sobre a produção da melatonina.

A melatonina é um hormônio que possui como uma de suas principais atividades controlar nosso ciclo de sono e vigília. 😴

Ou seja, a liberação desse hormônio, quando é alta (o que acontece no escuro), avisa ao corpo que é hora de dormir e, quando baixa (o que acontece na exposição à luz azul), avisa que é hora de permanecer acordado. 

O grande problema é que hoje fazem parte da nossa rotina muitas fontes de luz azul, o que pode afetar, por exemplo, justamente essa regulagem do sono. Dessa forma, a luz azul é natural e necessária para o nosso corpo, mas a superexposição a ela pode trazer prejuízos. 


O que a luz azul provoca na saúde, mais especificamente para a pele?

A luz azul na pele consegue atingir camadas mais profundas, assim como faz a luz ultravioleta, da qual já sabemos que precisamos nos proteger com filtros solares. Isso quer dizer que, quando expostos por muito tempo a esse tipo de luz, é possível que aconteçam alguns danos. 

A luz azul na pele pode aumentar a degradação dos lipídios e a produção dos temidos radicais livres, principais responsáveis pelo envelhecimento precoce. Ela também pode influenciar na produção de melanina, podendo piorar condições como melasmas e manchas de espinha, por exemplo. 

Um efeito mais conhecido da luz azul é nos olhos e muitas de nós que trabalhamos em frente ao computador sentimos o principal efeito da exposição prolongada: cansaço e ressecamento dos olhos. 😩


Como evitar luz azul para os olhos e para a pele?

Os efeitos da luz azul na pele podem ser evitados a partir de pequenos passos adicionados a sua rotina de autocuidado. 💆

Uma dica é utilizar filtro solar mesmo em ambientes fechados, mas é preciso que o produto também tenha cobertura para proteger da luz azul. 

Filtros solares pigmentados também costumam ajudar mais na proteção contra a luz azul na pele, devido a alguns componentes do próprio pigmento, como o ferro. 

A alimentação saudável também influencia no cuidado com a pele. Introduzir alimentos ricos em antioxidantes, como uvas, é importante para combater os efeitos que podem levar ao envelhecimento precoce. 

Já para os olhos, existem lentes especializadas, com filtros específicos para luz azul, que são um excelente investimento, principalmente para quem passa muito tempo na frente de telas. 

Outra dica é não utilizar eletrônicos que emitem essa luz antes de dormir e, de preferência, se afastar deles uma ou duas horas antes de ir para cama. 

Para cuidar de você e do meio ambiente ao mesmo tempo, escolha sempre produtos que fazem bem para os dois. 🌎

Se você não sabe muito bem o que não pode haver em um produto ecologicamente responsável, é só conferir o nosso Guia Proibidões do Clean Beauty.




Deixar um comentário

Este site é protegido por reCAPTCHA e a Política de privacidade e os Termos de serviço do Google se aplicam.